Select Page

Pacote Asetek La Prima : Teste e avaliação

Sim Racer

Pilote e-sport & Passionné de Sim Racing, j’ai décidé de partager ma passion sur ce site web.

Conjunto Asetek La Prma

Benefícios

  • Excelente qualidade de construção
  • 12 nm de binário para a base
  • Pedaleira Load Cell baseada na tecnologia utilizada na Forté

Desvantagens

  • Pedal do travão bastante difícil de utilizar
  • Pedais em posição quase vertical

A nossa classificação: 9,4/10

A ofensiva Asetek começou com os periféricos divididos em 3 gamas: O Prima para dispositivos de entrada de gama, Forte para os aparelhos de nível médio e Invicta para ultra-premium. As duas primeiras gamas vêm completas com volante, pedais e base. No caso da Invicta ultra-premium, é apenas um chainstay e um crankset hidráulico, com o volante Forte. Mas há rumores de que a Asetek está a preparar uma roda Invicta para completar a sua gama topo de gama.

É preciso dizer que a marca dinamarquesa tem um grande sucesso com os seus produtos, mesmo que não tenha experiência no sector. Mas a Asetek dispõe de um vasto conhecimento do mundo industrial e, sobretudo, de uma boa dose de dinheiro em caixa. Quando não sabes nada sobre um assunto, recorres aos melhores para teres acesso aos seus conhecimentos. E adivinha quem assinou um acordo de parceria com a Asetek para trocar tecnologias, software e outras coisas? Simucube ! Ou melhor, a empresa Granite Device que é proprietária da Simucube, e é por isso que a Asetek surgiu rapidamente como um concorrente à altura no topo do mercado.

Em seguida, vou apresentar-te o pacote “barato” da marca, La Prima. Isto inclui uma base Direct Drive, um volante estilo GT/F1 e, claro, um pedaleiro Load Cell.

 

Características principais e técnicas do feixe

  • Base Direct Drive que desenvolve 12 nm de binário com botão Kill Switch
  • Pedaleira com célula de carga para até 180 kg de pressão
  • Estrutura da pedaleira e da escora em alumínio topo de gama
  • Volante em compósito e painel frontal em alumínio
  • 12 botões, 2 interruptores, 3 codificadores na frente e 2 outros perto dos polegares
  • RevLED na parte superior do painel frontal
  • Pacote compatível apenas com PC

 

Conceção

Quem já viu os periféricos da Asetek reconhecerá imediatamente o código estilístico da marca. O volante é praticamente idêntico ao da gama Forte, com exceção dos materiais utilizados. O resultado é uma roda com pegas que não estão presas ao quadro e uma placa frontal em alumínio escovado. É muito bonito, devo dizer, e o aspeto de corrida é realçado por alguns elementos cor de laranja.

A pedaleira La Prima é mais ou menos a mesma que a Forte ou a Invicta, pelo menos em termos de design. Os pedais são magníficos e parecem ter vindo de um Hyper Car. O preto domina este periférico, com alguns elementos em laranja vivo, que são muito bonitos. Tal como acontece com outras pedalboards, os pedais da La Prima peripheral são verticais, o que não é exatamente ideal por razões ergonómicas, exceto num chassis do tipo F1.

Termina com a base La Prima. Este último tem um design idêntico ao dos outros dois modelos da Asetek, mas é mais pequeno, o que é normal porque é menos potente. A caixa tem uma bonita cor “Gun Metal”, com muitas alhetas para arrefecer o motor.

Conjunto Asetek La Prima 2

Montagem por medida

Existem 2 formas de montar a base La Prima. Tens a opção frontal padrão, seja num chassis que tenha isso em conta, seja através do suporte vendido pela marca. E tens a opção de montagem inferior, que permite que esta base seja instalada em praticamente qualquer cockpit do mercado. A instalação é fácil: bastam alguns parafusos e já está. Se escolheres a opção de montagem frontal, devo avisar-te de que a tampa frontal é feita de plástico e, muito provavelmente, terás um espaço entre ela e o suporte. Não te preocupes, é apenas uma questão de cosmética.

No que diz respeito à pedaleira, bem, é tudo igual para a montagem: num quadro e nada mais. Eu nem sequer diria um apoio para o volante, pois os 180 kg de pressão serão bastante difíceis de suportar. Tens de usar parafusos para fixar tudo no lugar, e é bastante normal. E se optares pelo pedal da embraiagem, este será montado mesmo ao lado do pedal do travão.

E, finalmente, o volante. O volante La Prima utiliza mais ou menos o mesmo Simucube QR que permite que o volante se encaixe na base, assegurando um ajuste sólido e sem flexões.

 

Fabrico e acabamento

A Asetek não está com rodeios em relação ao seu pacote de gama baixa. Devo dizer que apenas o volante é “low-end”, com a sua estrutura composta utilizando plástico reforçado com fibra de carbono e uma placa frontal em alumínio escovado. O acabamento é de primeira qualidade, tal como o resto dos produtos da marca. Não tenho muito a dizer sobre o volante, exceto talvez o facto de os botões se prenderem ocasionalmente.

A pedaleira, por sua vez, utiliza alumínio em todas as suas peças, com maquinação efectuada em máquinas CNC. É simplesmente perfeito, em todos os sentidos. Este aparelho é o mais parecido com uma peça de ourivesaria que podes obter, de tão bem feito que é.

A base da La Prima também é de alumínio, mas com tampas de plástico à frente e atrás. O acabamento é perfeito para o alumínio, mas um pouco inferior para o plástico. É apenas uma questão visual; as tampas não se alinham perfeitamente com a caixa, mas o resto está bem.

 

Como lidar com o pacote

O volante do La Prima tem 29 cm de diâmetro, tal como o do Forte, e, em termos de forma, são praticamente idênticos. A forma da roda é aberta na parte inferior, o que permite uma excelente ergonomia nas pegas. Além disso, estas são bastante grandes em comparação com a concorrência, o que as torna mais fáceis de segurar.

Os vários botões e outros comandos deste volante estão muito bem colocados, muito perto dos teus dedos. Não terás problemas em utilizar os botões no meio de uma corrida, seja qual for o título que tens à tua frente. O mesmo se aplica às 2 pás traseiras, que assentam perfeitamente nas tuas mãos.

Com a pedaleira La Prime, a história é mais ou menos a mesma que com os seus irmãos mais velhos: a regulação é limitada e os pedais estão quase na vertical, o que não é exatamente o ideal para longas sessões de sim-racing. Sentirás rapidamente dores nos pés após mais de uma hora de corrida, ou mesmo menos para alguns corredores. Os únicos jogadores que vão achar esta pedaleira ergonómica são aqueles com um chassis típico de F1.

Pacote Asetek La Prima

Sensações durante o jogo

A base

O modelo básico “económico” da Asetek desenvolve 12 nm de binário e a sensação é verdadeiramente excelente. É preciso dizer que a marca dinamarquesa está a trabalhar com os melhores do segmento, nomeadamente a Simucube. A potência é modulada de forma soberba, desde os efeitos mais leves até aos mais fortes que senti a meio de uma corrida. Além disso, a base é ultra-responsiva na pista, quer seja a mudanças de apoio, trajetória, solavancos, irregularidades da estrada ou qualquer outra coisa. Basicamente, é um Forte menos potente, mas terás um pouco de “clipping” em certas situações porque o Prima só desenvolve 12nm de binário, especialmente com um volante bastante pesado.

O volante

No que diz respeito ao volante La Prima, a sua estrutura em compósito e alumínio confere-lhe um peso que não é assim tão contido, mas não o sentes muito com a base do conjunto. A sensação é muito boa, com todos os detalhes captados, o que, aliás, se deve em grande parte à base. Mas este volante é adequado para títulos de Fórmula e GT em particular. Pessoalmente, não o utilizaria em corridas de resistência, porque as 2 pás traseiras não o ajudam muito.

Os pedais

Vamos terminar com a pedaleira La Prima. Por defeito, tens 2 pedais, mas existe um kit “Clutch” que te permite adicionar um pedal de embraiagem. O pedal do acelerador é tão leve como uma pena, acoplado a um sensor Hall de 16 bits. O resultado: assim que lhe tocas levemente, ele afunda-se. Alguns vão gostar, outros não. É uma preferência subjectiva, e não vou entrar por aí.

Quanto ao pedal do travão, é feito de Load Cell, retirado da sua irmã maior Forte. No menu: um LC de dois estágios bastante comum que pode suportar até 180 kg de pressão. O hardware é simplesmente ultra robusto e não vacila de todo em travagens fortes. Quanto à sensação, bem, é mista, tal como na pedaleira Forte. O primeiro andar é muito curto, e logo a seguir é como se estivesses a tentar empurrar uma pedra de 45 toneladas. Os 2th O chão do LC não se move, mas é muito duro para o teu pé. Por outro lado, o que é fantástico na utilização de carros de corrida como inspiração para os teus produtos é o facto de as entradas serem soberbamente equilibradas.

 

Compatibilidade

O pacote La Prima não é diferente da gama atual da Asetek e, por conseguinte, oferece compatibilidade apenas com PC. No que diz respeito aos títulos de simulação de corridas, não terás qualquer problema com eles, no iRacing, AC, ACC, rFactor, F1 e todos os outros. Os periféricos da Asetek são imediatamente reconhecíveis e funcionam na perfeição com qualquer título de corridas disponível no mercado.

Pacote Asetek La Prima

Relação qualidade/preço

No sítio Web da Asetek, este pacote La Prima é vendido por 1 480 euros, IVA incluído, o que é um preço bastante elevado para uma base DD de 12 nm e um volante de plástico. Em composto, desculpa.

A qualidade de construção está certamente lá, e a estrela do pacote é a sua base La Prima e o seu sublime force feedback. Mas estes continuam a ser produtos elitistas que só serão adoptados por um punhado de pessoas.

O meu veredito

Neste pacote, há o muito bonito, o bonito e o mediano. A beleza é a base. Não há qualquer dúvida sobre isso. O feedback e as sensações vão levar-te diretamente para a pista de corridas. É espantoso como uma base tão pequena (em termos de potência) é capaz de oferecer um nível tão elevado de imersão na pista. Não hesito em recomendar-te a base La Prima.

A beleza é o volante. Os materiais escolhidos são questionáveis, mas o conjunto é bem feito, ergonómico e muito útil na pista. E o meio são os pedais. É verdade que a LC é notável pela sua precisão de travagem, mas o acelerador é mais leve do que um gatilho de joystick, os pedais são verticais, o que não é muito ergonómico a longo prazo, e o travão é ultra-duro (tal como a pedaleira Forte, já agora) quando chegas ao segundo andar da LC.

No que me diz respeito, os pedais destacam-se neste pacote. Se puderes comprar os periféricos Asetek, compra a base e o volante e adquire um Fanatec ou Simagicque, aliás, te custarão praticamente o mesmo.

Conjunto Asetek La Prima 2

Pacote Asetek La Prima

Um excelente conjunto para sensações realistas

Notez cet article

Vous risquez également d’aimer…

Moza FSR : Teste e revisão

Moza FSR : Teste e revisão

Moza FSRBenefícios Ecrã de 4,3 polegadas Acabamento em fibra de carbono Numerosas encomendas Desvantagens Preço e peso...

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest

PACOTES FANATEC ABAIXO DOS 400 EUROS
This is default text for notification bar